Tel: (67) 3025-2325 Celular: (67) 99911-8883 R. Antonio Maria Coelho, 3277 - Jd. dos Estados

Como amenizar o envelhecimento da pele

A pele , o maior órgão do corpo humano, reveste e delimita o organismo, correspondendo a cerca de 15% do peso corporal.
O envelhecimento cutâneo é um processo contínuo que afeta a função da pele e a aparência. Neste processo a proliferação celular diminui, resultando em perda da elasticidade, diminuição do metabolismo e da replicação dos tecidos.

Fatores internos e externos podem agir sobre a pele, gerando essas alterações. A idade é um desses fatores, mas não é o único. Associado à idade, há fatores como o excesso de sol, o tabagismo, álcool, infecções, trações, traumas, desequilíbrio hormonal, estresse psicológico e a produção de radicais livres.
A teoria que explica que a produção de radicais livres leva ao processo de envelhecimento é a mais abrangente pois os radicais livres são substancias tóxicas produzidas pelo organismo e que danificam as células e causam o envelhecimento.

A dieta ocidental a que estamos expostos, onde há predomínio de alimentos industrializados, ricos em calorias, sal, gorduras saturadas e trans e pobre em fibras, vitaminas e minerais, leva a um aumento da produção dos radicais livres o que contribui para um envelhecimento precoce.
A dieta ortomolecular é capaz de repor substancias antioxidantes que são capazes de neutralizar os radicais livres e dessa forma, contribui para a diminuição do processo de envelhecimento.

Dente os antioxidantes naturais e dietéticos, destacam-se algumas vitaminas e minerais nutricionais como a vitamina A, E e C, selênio e zinco que podem ser repostos ao organismo através das frutas, legumes e oleaginosas, que na quantidade diária recomendada pelo médico nutrólogo, será capaz de desacelerar o processo de envelhecimento

Quero mais informações

Quero receber o retorno por: